sábado, 9 de janeiro de 2016

Acabou, e agora?

Relacionamento e seu ciclo sem fim, ou melhor, com fim. Tudo acaba, não é mesmo? E seja qual foi o tipo de relacionamento que você teve, o fim dele vai doer se existe carinho e sentimentos bons um pelo outro. 
Pra quem me conhece sabe que eu já falei sobre isso no canal do youtube que eu tenho com um amigo meu, mas assistindo novamente o vídeo, eu percebi que faltavam algumas coisas a ser faladas.
Para você que quer assistir o vídeo (se inscreve no canal):


É muito difícil superar um fim, ainda mais quando a "culpa" não é sua. Uma coisa que sempre reparei nas mulheres é que elas tentam o máximo que podem e se não dá certo, elas se culpam. Eu já fiz isso, não posso me excluir dessa regra implícita do mundo feminino. Existem homens que fazem o mesmo, não é uma exclusividade da mulher, ok? Apesar de ser mais comum...
Enfim, a superação é uma particularidade de cada um, mas as vezes, algumas dicas ajudam. Então, eu resolvi complementar as coisas que eu falei no vídeo (assiste ai miga), porque muitas coisas eu gostaria de ter falado e esqueci rs.
Vamos lá para o tutorial superação de fim de relacionamento :D

Passo 1: Semana do sofrimento!
Nada diferente do que eu falei no vídeo, sofre bastante, chora bastante, ouve Adele no chuveiro e escorrega na parede, dramatiza mesmo miga!

Passo 2: Hora de se resolver!
Essa é uma das coisas que eu gostaria de ter falado e esqueci rs. Depois do sofrimento, acho muito importante começar a se desfazer das coisas da pessoa: presentes, fotos, facebook do casal (por favor, se você não tem, NÃO FAÇA ISSO COM A SUA VIDA)... mas antes disso, acho muito importante saber se você falou tudo para a pessoa, se você desabafou em relação ao relacionamento. Se a resposta for não, acho muito válido falar tudo, nem que seja por uma mensagem no whatsapp, sem esperar resposta e sem esperar uma possível volta, até porque estou me referindo aqui de um fim sem volta. Tudo isso porque é melhor falar tudo agora "depois de sofrer", mas antes de passar muito tempo, até para você não ficar remoendo o que aconteceu, isso atrapalha a superação.
Bom, tudo esclarecido, lembranças apagadas, próximo passo! 
Só um ps que se a pessoa te deu um Iphone, uma pandora ou vivara, um RayBan, o problema é exclusivamente dela, não se desfaça disso nénom hahaha

Passo 3: Quem é você?
Hora de se conhecer, como eu falei no vídeo. Não adianta terminar o relacionamento e achar que o mundo vai acabar em bebida e balada. Miga, acredita em mim, não vai! E, na grande maioria das vezes, escolher essa forma de fugir da dor só vai causar mais dor, fora que você vai se apegar na primeira pessoa que você beijar. 
Então, nesse momento, você tem que se conhecer, ficar com você mesma, se cuidar, se redescobrir. Lembrar das coisas que você gostava sozinha, que você fazia sozinha. Se preencher sem precisar de ninguém pra isso.
A realidade, bem clichê inclusive, é que a gente só é feliz com alguém quando a gente se completa. Ninguém vai completar outra pessoa. A ideia é bem a de transbordar, de ser o extra, porque quando isso acabar não vai existir vazio, vai existir a falta. Mas quando a falta passar, você continuará se bastando, sem precisar de outra pessoa para dizer o quanto você é bonita e incrível. Você tem que saber disso, você tem que achar isso de você.

Depois de tudo isso já vai ter passado um bom tempo e, como dizia minha avó e todas as avós do mundo, o tempo cura tudo! E cura mesmo. Muitas pessoas são a prova viva que decepção e fim de ciclos não matam. 
Esperar que o tempo passe é realmente difícil, mas não é impossível. Até porque, o tempo não vai parar porque você está sofrendo. 
Ah, e mais uma coisa. Sair de casa, ocupar a cabeça com outras coisas é muito bom, mas não vai atrás do sofrimento, não vai nos lugares que vocês iam, não vai nos lugares que a pessoa vai senão vocês podem se encontrar e isso vai ser bem ruim. Se você ainda não superou, foge das lembranças.
Já ouviu aquela frase: a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional? Então! Você já teve um tempo pra sofrer, agora para de procurar por isso, ok?

Eu espero mesmo que tenha sido válido tudo isso. Eu sei, eu sei... falar é muito fácil. Colocar em prática é muito mais difícil. Você vai chorar bem mais que uma semana, você vai sentir vontade de chorar sempre que tocar aquela música, ou for tomar banho, ou deitar na sua cama, ou se lembrar das coisas que faziam. Eu não sou nenhum pouco a favor de reprimir o choro, mas é muito bom desfocar isso. Vai lá, chora no banheiro, lava o rosto, coloca um sorriso e volta a vida. 

Tomara que tudo isso que eu falei seja pelo menos um pouco útil para quem está passando por isso. 
Fiquem bem! :*


ps.: eu falei para mulheres, mas troca os gêneros ai, todo mundo passa por isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

KIRIDA VENK | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS