sábado, 30 de janeiro de 2016

Você mudou tudo aqui!

Você mudou até minhas tempestades.
Eu nem sabia que eu não tinha essa força, não sabia que eu podia me importar tanto com alguém a ponto de não me importar com mais ninguém. Nunca foi assim, antes não era assim. 
Você me tirou da minha fortaleza, meu escudo, minha armadura. Você me viu sem nenhuma proteção. Você me tirou de mim, ou melhor, você trouxe de volta aquela pessoa que eu não queria ser de novo, você trouxe de volta aquela pessoa que eu nunca mostrei a ninguém.

Eu nunca quis me vingar de coisas que eu achava que você fazia, eu nunca quis me envolver de novo com outra pessoa... eu queria você como eu nunca quis alguém.
Não, eu não acho que eu te amei, mas poderia ter amado se você não resistisse tanto. Eu desejei todos os dias não ter conhecido você. Eu queria odiar você, eu não aceitava a pessoa que eu tinha me tornado, não aceitava que você tivesse tirado essa pessoa da minha caixa interna que eu nunca abriria a ninguém. Eu desejei não ter te conhecido, eu desejei querer me vingar das coisas que eu achava que você fazia, eu desejei querer me envolver com outra pessoa, eu desejei não querer você.

Nenhuma das pessoas que eu conheci aguentaram minha entrega, e olha que eu não entreguei nem 10% do que eu entreguei a você. Mas você aguentou até o que não precisava, aguentou até o que eu não aguentava em mim. Tem tantas coisas que eu gostaria de não ter feito, talvez as coisas teriam sido diferentes. Mas não digo em relação a nós, gostaria de não ter tomado atitudes na minha vida que mudaram totalmente uma história que eu tive certeza que era pra acontecer.
Sim, eu tinha certeza sobre tudo que dizia respeito a nós dois, até das coisas que iam dar errado. Eu cheguei a ter certeza, às vezes, de que a gente era só da gente e que ia ser assim, que não ia ter fim.

Quero saber agora como eu vou colocar essa pessoa dentro da caixa de novo, como as minhas vontades vão voltar a ser aquelas de antes de você; quero saber para quem eu vou falar tudo que eu falava pra você, quem vai me ouvir falar várias besteiras sem sentido e rir. Quero saber como eu visto a armadura de novo, tenho a impressão que ela não me serve mais. Eu cresci; não em tamanho, em sentimento, em entrega, como pessoa. Eu pude ser quem eu nunca pude ser, você me deu liberdade para ser o que eu quisesse. Eu não menti, nem um dia sequer. Eu não senti pouco também.

Eu queria poder continuar dividindo com você todos os momentos, queria ver seu sorriso de manhã ainda, queria ser abraçada no meio da noite. Você mudou as minhas vontades, você mudou minha forma de encarar as coisas, você mudou até meus conceitos de isolamento. Eu queria me isolar ao seu lado nos ápices das minhas carências e TPM's. Ah, é! Você sabe lidar mais com a minha TPM que minha mãe, e olha que não é um período fácil.

Você mudou o significado da expressão 'sentir falta'. Eu vou sentir a sua. Estou sentindo agora...

2 comentários:

  1. Que texto lindo, tão sensível, íntimo, sua escrita é uma delícia também, parabéns, de verdade!
    Beijos.

    ✶ Voando Sem Peter ✶

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado, obrigada :)

      Excluir

KIRIDA VENK | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS