quinta-feira, 14 de julho de 2016

Conto três.

"Pode me trazer um café?"


Tá muito frio lá fora, mas essa roupa toda está me sufocando. Assim como, minha casa está me apertando. Parece que tem alguma coisa aqui querendo sair. Tentei chorar, mas não sai. Sinto que posso correr uma maratona de tanta adrenalina que corre no meu sangue.
"Você quer fazer o favor de se acalmar e me dizer o que está acontecendo?"
Amiga, sempre paciente!
"Eu não sei o que está acontecendo, só to ansiosa, como se alguma coisa fosse acontecer"
"Ah, novidade! Se acalma, ok? Não vai acontecer nada. Curte a vista aí e, se piorar, arruma alguma coisa que gaste energia pra fazer"
Amiga, sempre amigável! Mas, ok, vou seguir o conselho dela. Nada acontece há tanto tempo e eu amo tanto essa vista e esse café, porque estou preocupada? Posso passar horas aqui olhando os carros passando na avenida, as pessoas andando elegantes com as roupas de inverno...
Mas, então, por ironia do destino ou por Deus, descobri, imediatamente, o motivo do meu sexto sentido feminino estar aflorado desde que acordei: você entrou silenciosamente, falando baixinho ao celular, no meu café favorito, na minha cidade favorita. A minha pessoa favorita ainda, after all this time rs. Por coincidência ou não, hoje faz cinco anos que nós conhecemos. E, agora, um minuto que nos reencontramos.
"Oi!" "Olá."
(...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

KIRIDA VENK | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS