quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Não é você, sou eu.

Talvez, eu não seja namorável.
Talvez, eu seja só mais uma pessoa no mundo que se encaixa nas que "nasceram para sofrer", como disse Tim Maia. Talvez, eu seja um problema na vida de qualquer pessoa que cruza meu caminho.

É por isso que você foi embora, assim como todos os outros. E, mesmo sendo a melhor pessoa do mundo com qualquer pessoa, se o envolvimento for amoroso ele, simplesmente, não vai existir de verdade. É por isso que você não está mais aqui.

Acredite quando eu digo que não é você, mesmo com suas canalhices, mentiras e traições, não é você e nunca foi ninguém. Sou eu! E fui eu o tempo todo, com a minha fraqueza emocional e total entrega, com minha mania de não esconder o que sente e mergulhar de cabeça em tudo que faz meu coração vibrar. Sou eu com meu ciúme excessivo e minha vontade de me manter próxima o tempo todo. Sou eu com minha exagerada mania de querer contar sobre o meu dia e saber sobre o seu. Sou eu com minha vontade de expor ao mundo a felicidade que eu sinto.

Nunca foi outra pessoa, foram meus excessos, minha estranha mania de acreditar naquilo que eu quero que aconteça, minha forma de demonstrar, minha falta de aprendizado em joguinhos de conquista. Sempre terei culpa pela minha forma sem máscaras, sem indecisões, sem charminho. Pela minha transparência, minha ânsia que tudo aconteça agora.

Sou eu, fui eu e sempre será assim. Talvez, eu esteja programada para passar pela vida das pessoas e só. Sem vínculos, apegos ou permanências. Apenas alguém que vai doar momentos incríveis a pessoas que não darão nada em troca. E, no fim, da noite, do mês, do ano, da vida, estarei sozinha, assim como estou agora.

2 comentários:

KIRIDA VENK | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS